Guia para aumentar reconhecimento da marca nas redes sociais e internet

Aumentar o reconhecimento da marca é crucial para os negócios digitais. Aqui você encontrará tudo o que precisa saber, desde a definição do que é até um guia de estratégia para a implementação.

Reconhecimento da marca é um termo abrangente pelo qual definimos como as pessoas estão cientes e informadas sobre o que uma marca tem a oferecer. De uma outra forma, é a maneira pela qual os consumidores reconhecem e lembram da empresa a qual pertence a marca. Quanto maior o reconhecimento de uma marca, maior será a familiaridade do público com seu logotipo, imagens, mensagens e produtos.

Ajudar o público a entender, lembrar, confiar e se sentir confortável com a marca e os produtos e serviços que ela representa, essa é a importância essencial do reconhecimento da marca. A estratégia desenvolver o reconhecimento da marca entre o seu público-alvo é para fazer com que ela seja – preferencialmente a mais – lembrada quando os consumidores estiverem pesquisando por produtos ou comprando.

O primeiro estágio da jornada de compra do cliente é também o primeiro estágio do funil digital, o da criação da consciência para a marca. Uma estratégia de criação de reconhecimento da marca que cria consciência de verdade, canaliza leads para os processos de pesquisa e tomada de decisão e, eventualmente, para o processo de compra.

E contra fatos não há argumentos: quando os clientes já reconhecem e confiam em uma marca, eles estarão sempre mais propensos a comprar dela do que de um concorrente com o qual não estão familiarizados.

O mundo mudou e no digital quem manda é o cliente

O mundo está cada vez mais viciado em Internet. O último relatório Digital 2019, da Hootsuite  We Are Social, mostra que o mundo gasta em média 6 horas e 42 minutos online todos os dias. Os brasileiros são ainda mais viciados do que a média mundial, gastamos em torno de 9 horas e vinte minutos por dia, segundo o mesmo estudo.  Isso é muito, mais de um terço do nosso dia, da semana, mês e ano dedicado à Internet.

Adicionalmente ao fato de que as pessoas estão passando boa parte do seu tempo na Internet, elas também estão se envolvendo a uma taxa sem precedentes com as marcas que se propõem a realizar seus desejos, necessidades e resolver seus problemas no digital. No século XX, uma marca que quisesse se conectar com seu público-alvo colocava uma propaganda no jornal, outdoor ou televisão. Mas atualmente, principalmente agora no pós-covid-19, os clientes recorrem às mídias digitais para buscar ativamente as marcas e isso mudou definitivamente o controle da marca para o consumidor.

Esta é uma das principais mudanças comportamentais que ocorreram no mundo desde o surgimento da Internet e a utilização exponencial das tecnologias digitais pela sociedade. As pessoas passaram a ter um poder enorme nesse novo cenário onde podem muito facilmente pesquisar por tudo o que desejam, obterem informações minuciosas sobre produtos, serviços ou marcas que estão interessadas para embasarem uma decisão de compra. E tudo isso muito antes de uma marca estar as vezes minimamente ciente da existência do potencial cliente. Esse milagre da informação é promovido por sites, blogs, podcasts, canais no Youtube, avaliações, depoimentos e comentários nas redes sociais entre outras formas de conteúdo online.

Como construir o reconhecimento da marca no digital

Os consumidores de hoje esperam que as marcas tenham uma presença digital e cada vez maior é a parcela dos que preferem se comunicar com as marcas por meio de canais digitais. Portanto, ao trabalhar o reconhecimento da marca que prioriza o digital, estará se garantindo que ela estará visível quando os clientes em potencial a procuram e que não se perderão oportunidades de envolver e encantar potenciais clientes.

Há muitas maneiras de construir, criar e estabelecer o reconhecimento da marca no digital. A partir daqui nós vamos nos aprofundar em algumas delas para melhorar o reconhecimento da sua marca.

1 - Crie um blog e faça inbound e marketing de conteúdo a partir dele

Um dos alicerces para o reconhecimento de uma marca no digital é sua estratégia de inbound e marketing de conteúdo. Neste nosso guia, começando a partir de um Blog. Ter uma estratégia de conteúdo para o blog é o que separa os bons blogs dos excelentes.

Diferentemente das ações de marketing outbound, em que se espera por resultados imediatos, o inbound e marketing de conteúdo é por natureza um processo lento e constante. Demanda paciência e persistência para começar a obter resultados, pois leva algum tempo para se chegar aos objetivos maiores de reconhecimento da marca, engajamento, geração de leads e aumento da base de clientes. O trabalho mais importante e difícil vem nos primeiros seis meses a partir da criação do blog.

Entretanto, as estatísticas obtidas das empresas que partiram para implementar inbound marketing são surpreendentes:

  • Tráfego orgânico aumentou para  92,34% das empresas;
  • 92,7% das empresas aumentaram a geração de leads;
  • 83,9% das empresas conseguiram isso em 7 meses.

Uma boa estratégia de conteúdo para o blog deve responder a três perguntas: Por que estamos criando conteúdo? Que conteúdo é necessário produzir? Como faremos para que o conteúdo atinja nossos objetivos?

Antecipadamente é preciso  produzir um plano, ao invés de sair iniciando qualquer coisa que vier a mente. O plano irá economizar muitas horas do seu tempo em estratégias de promoção erradas, escrevendo sobre os tópicos errados e trabalhando com os influenciadores errados. Detalhamos a seguir em cinco as etapas para você criar uma estratégia de conteúdo para seu blog.

  • Defina seus objetivos;
  • Realize algumas pesquisas de mercado-alvo;
  • Exercite ideias de tópicos e palavras-chave para direcionar;
  • Tenha um calendário de conteúdo;
  • Produza conteúdo incrível.

1.1 - Defina seus objetivos

Antes de mais nada, ter uma meta claramente definida irá preparar você para passar pelas próximas etapas, pelas horas investimento do seu tempo e do seu dinheiro e por todos os obstáculos que irão aparecer.

Você definirá seu objetivo ao responder o porquê da criação do blog. Dentre eles, podem estar além de aumentar o reconhecimento da sua marca:

  • Aumentar as vendas ou gerar leads;
  • Educar potenciais clientes;
  • Falar sobre o que a marca faz;
  • Atualizar os clientes sobre o que está acontecendo com a marca e a empresa;
  • Atrair clientes potenciais de fora de um outro segmento ou geografia;
  • Direcionar o tráfego de usuários moveis para uma loja próxima da localização dele.

De antemão, escolha no máximo dois ou três desses objetivos – com mais de três objetivos, você começara a perder foco e eficácia – para a estratégia de conteúdo do seu blog.

1.2 - Faça algumas pesquisas de mercado-alvo

Primeiramente comece esta etapa fazendo algumas boas perguntas, como por exemplo:

  • Onde meu público-alvo passa seu tempo na Internet?
  • Quantos e quais são os blogs, mídias sociais, fóruns e grupos do Facebook que eles frequentam?
  • Qual é a maior reclamação deles no trabalho, em casa, no home office quase obrigatório após a pandemia?
  • Que tipo de conteúdo ou artigos eles mais gostam de ler?
  • Quais postagens tiveram mais likes e compartilhamentos pelo seu público-alvo e dos seus concorrentes?

A princípio, postagens em blog bem-sucedidas seguem a técnica  conhecida como Problem Agitate Solution (PAS). Elas começam apresentando um problema que os leitores estão enfrentando. Em seguida, elas agitam esses problemas investigando os sintomas e pontos de dor. Ao final, elas apresentam uma solução, seja através de uma ideia, dica ou simplesmente posicionando seu produto ou serviço como a solução.

1.3 - Crie ideias de tópicos e palavras-chave para atingir o público-alvo

Antes de mais nada, é importante ter em mente que palavras-chave são o coração de uma estratégia eficaz de conteúdo para o blog. Sem elas, haverá dificuldade para classificar-se bem nos mecanismos de busca, principalmente no Google. Sem classificação, a dificuldade será ainda maior para obter muito tráfego consistente.

Sugerimos aqui uma abordagem em três passos bem simples:

  • Encontre algumas palavras-chave para as quais deseja classificar que tenham alto volume de pesquisas e pouca concorrência;
  • Escreva um conteúdo incrivelmente bom que inclua suas principais palavras-chave no título, corpo, cabeçalhos e texto alternativo das imagens;
  • Trabalhe para obter backlinks para esse artigo com suas principais palavras-chave como texto âncora.

Trataremos mais a frente de SEO, tema com total relação com este aqui.

1.4 - Tenha um calendário de conteúdo para o blog

Possuir um calendário de conteúdo é se antecipar aos acontecimentos, ele é o planejamento que cria a disciplina e que irá manter o blog no caminho certo. Bons calendários contemplam informações de compartilhamento social e e-mail marketing incorporadas para tornar as coisas organizadas e fáceis.

1.5 - Produza conteúdo que encanta

Entenda por conteúdo que encanta aquele que é bem escrito, com ortografia e gramática adequadas e com linguagem clara e acessível.

Se você quiser aprender a elaborar um marketing de conteúdo pertinente e relevante para seu público-alvo, confira o artigo do link deste paragrafo. 

2 - Invista em SEO

Negócios digitais que crescem com trafêgo organico possuem uma estratégia sistemática de otimização para os motores de busca (SEO). Ela é vital para a exposição da marca no digital. Isto significa dar visibilidade ao conteúdo do site e do blog para os motores de busca, como o Google, e posicioná-lo bem nas páginas de resultados de pesquisa.

Em outras palavras, estratégia bem elaborada de SEO é muito mais além do que apenas gerar visibilidade e melhorar o posicionamento nas buscas. Ela é multifacetada e pode ajudar também a anunciar, vender e aumentar o reconhecimento da marca.

Confira a seguir algumas das razões pelas quais investir em SEO é primordial para aumentar o reconhecimento da sua marca, aumentar o engajamento com ela, gerar mais leads e potencializar as vendas.

2.1 - SEO aumenta o tráfego do site

As pessoas fazem quase tudo hoje recorrendo aos motores de busca e o Google é de longe o maior deles, detendo mais de 90% da participação de mercado.

Para não cairmos no lugar comum de exemplos relacionados com compras e viagens, pense numa atividade muito simples, como serviços de desentupimento, por exemplo. Você poderá constatar que a maior parte das empresas que ofertam serviços dessa natureza investem no Google para atrair sua clientela. Hoje em dia, é no Google em quem confiamos para nos ajudar a resolver a maioria de nossos problemas diários.

Depois do Google, o segundo maior mecanismo de busca é o YouTube, que traz uma nova frente de otimização. Não é suficiente apenas postar um vídeo e esperar que ele se classifique. É necessário produzir conteúdo de vídeo que seja verdadeiramente atraente aos olhos do público-alvo com SEO bem feito, uma estratégia de segmentação e publicação que ajude a dar visibilidade à sua marca. Dessa forma, desenvolver um outro caminho para a captura de tráfego que gerará leads e clientes.

Nesse sentido, a síntese é de que uma marca que não investe em SEO não será encontrada pelos seus potenciais clientes. 

2.2 - Gere tráfego qualificado

Os algoritmos do Google se orientam por procurar combinar compradores em potencial com vendedores e um SEO efetivo ajuda com para que isso aconteça. O SEO procura permitir que os motores de busca saibam exatamente do que trata o conteúdo no site ou blog da marca, para que ela possa aparecer para as pessoas certas. Ou seja, aquelas que estão submetendo ao Google questionamentos que levem a marca.

Com mais de 80% dos usuários acessando a Internet via dispositivos moveis, o Google refinou ainda mais seus resultados baseado na localização das pessoas. Essa funcionalidade permite a negócios locais competir com empresas muito maiores, desde que tenham uma estratégia adequada de SEO local implementada.

Ou seja, otimizar o site ou blog e conteúdo para uma área específica (vila, cidade ou região), junto com citações locais e backlinks de qualidade são fundamentais para as marcas que desejam ser encontradas em um nível local.

2.3 - Melhore a experiência do usuário

Fazer SEO é equilibrar-se entre otimizar o conteúdo para motores de busca e para pessoas reais. Colocar palavras-chave em todos os lugares desagrada aos visitantes e por consequência reduz engajamento e vendas. Portanto, o site ou blog deve produzir conteúdo otimizado que não apenas promova uma leitura agradável, mas que também gere engajamento, aumente as conversões, fidelize clientes, que ensine. Por fim, que forneça às pessoas as informações necessárias para orientá-las ao longo da sua jornada de compras.

Da mesma forma, para complementar a experiência que encanta, o conteúdo deve ser apresentado em um site adequadamente projetado, com uma aparência legal, fácil de navegar, que carrega rapidamente e é totalmente compatível com dispositivos móveis.

Um cliente em potencial que tem uma experiência positiva tem muito mais probabilidade de comprar.

2.4 - Gere maior consciência e autoridade para a marca

A estratégia de SEO deve ser usada para posicionar a marca com um perfil EAT (especialista, autoridade e confiável) para que seja visto como uma autoridade na sua área de atuação. Isso, por consequência, ajuda na construção da marca. Adicionalmente, a estratégia também deve considerar táticas de como manter perfis fortes de mídia social, postar artigos informativos em blogs, proteger backlinks de sites autorizados e buscar avaliações de clientes no digital. Tudo isso ajudará a melhorar a autoridade.

Definitivamente, uma vez que a marca ganha mais e mais visibilidade  na internet, o conhecimento do público sobre ela aumentará de forma paulatina e consistente.

2.5 - O retorno do investimento em SEO é saudável

A estratégia de SEO adequada procura otimizar para o reconhecimento da marca, concentrando-se na incorporação de palavras-chave relacionadas com o conteúdo produzido e do negócio. Essa estratégia considera primordialmente as palavras-chave que fazem parte das pesquisas que as pessoas fazem quando estão começando sua jornada de compra e procurando saber mais sobre quais produtos preenchem suas necessidades.

3 - Faça postagens em guest blogs

Guest Blogs são blogs que aceitam postagens de terceiros. É fundamental que as marcas mantenham seus próprios blogs e a partir deles construa sua própria audiência. Mas atuar somente no próprio blog limita a capacidade de expansão da própria audiência e é contra produtivo na geração de backlinks, elemento essencial para melhorar a classificação na pesquisa dos motores de busca. É aqui que entra a estratégia de escrever e publicar postagens para outros blogs.

O Content Marketing Institute (CMI) aponta as ações de postagem em blog de convidados como uma parte essencial do funil digital e da estratégia de inbound e marketing de conteúdo para aumentar o tráfego e o ROI do marketing de conteúdo.

Primeiramente é preciso pesquisar por blogs e publicações cuja linha editorial e editorias sejam relevantes para sua marca. A pesquisa deve levar em conta palavras-chave que estão sendo utilizadas no setor de atuação e pelos concorrentes.

Do mesmo modo investigue e produza uma lista de blogs que aceitam postagens de visitantes para os quais sua marca é adequada, atentando-se ao conteúdo de cada blog, aos comentários e posts, aos canais sociais para entender melhor o público de cada um deles e como eles se envolvem com o conteúdo.

Além disso, entre em contato com os blogs que considerar adequados e apresente seus argumentos para a postagem. Uma boa estratégia é ter uma postagem já pronta informando aos editores que pode ser publicado imediatamente.

3.1 - 9 pontos do roteiro para fazer guest blogs

Por último, para facilitar sua organização neste tema elencamos a seguir 9 pontos a observar na elaboração do seu roteiro de guest blogs:

  • Defina seus objetivos para guest bloggings;
  • Procure pelos blogs em que é possível fazer suas postagens;
  • Faça uma conexão com o proprietário do site;
  • Escolha um tema campeão;
  • Pense e estruture seu argumento de venda;
  • Escreva conteúdo de 1ª;
  • Responda rápido;
  • Promova seu conteúdo;
  • Invista na criação de postagens para blogs de convidados.

Confira na matéria deste link a relação de 200 blogs que aceitam postagens de convidados. Uns fáceis, outros nem tanto.

4 - Promova a criação e utilização de infográficos

Compartilhamentos nas redes sociais possuem a propriedade de alcançar novos públicos. Quando o conteúdo da sua marca é compartilhado, ele é visto por pessoas que estão além da base de seguidores e, por consequência, criam alcance orgânico. Isso se aplica principalmente no Facebook, onde seu motor de inteligência privilegia o compartilhamento de amigos e familiares em vez de publicações de marcas.

O infográfico é um dos formatos de conteúdo mais compartilháveis ​​que existe. Quando eles são atraentes visualmente e mais agradáveis de ler do que um artigo normal, tornam-se fáceis de consumir e promover seu compartilhamento.

Se você perguntar para um profissional de marketing sobre o que ele acha de infográficos, quase um terço deles dirá que infográficos e outros recursos visuais são o conteúdo mais importante em seu arsenal. A fisiologia humana, por trás disso, é que o cérebro humano processa recursos visuais 60.000 vezes mais rápido do que um texto.

5 - Implemente um programa de referência ou recomendação

O marketing de influência parte do princípio de que os compradores confiam em outros compradores, seus amigos e em especialistas que eles conhecem. Uma forma de alcançar o reconhecimento da marca por meio do marketing boca a boca é transformar seus clientes fiéis em seus melhores promotores.

Um programa de referência procura aumentar o alcance e a quantidade de pessoas que reconhecem e confiam em uma marca e que podem transmitir confiança ao falar dela para seus amigos e familiares.

Definitivamente, é cada vez maior o número de empresas que oferecem programas de recomendação. Um exemplo muito comum são as promoções em que se oferece aos clientes 10% de desconto em uma compra quando eles indicam um amigo que por seu turno também receberá os mesmos 10% de desconto. Nessa equação todos ganham, a marca, seus clientes e os amigos deles. Para a marca, é uma forma de mobilizar seus promotores para espalhar conhecimento e conquistar novos clientes.

6 - Maximize a presença da marca na mídia social orgânica

Neste ponto tratamos principalmente da criação de conteúdo de alta qualidade, capaz de desencadear uma resposta emocional que encanta e estimula um seguidor a ponto dele vir a compartilhar o conteúdo com um parente ou amigo.

A promoção de concursos nas mídias sociais é uma outra forma bem efetiva de maximizar a presença da marca. Há várias alternativas para a realização de um concurso, mas o elemento mais importante é que todos são induzidos a compartilhar, a pedir aos seus seguidores para compartilhar ou postar novamente o conteúdo da marca em troca da possibilidade de ganhar um prêmio. Naturalmente, ao fazer isso da forma correta, uma marca ganha alcance e reconhecimento.

Produzimos um Guia para impulsionar a sua marca nas mídias sociais, confira este outro artigo do nosso Blog.

7 - Implemente um podcast

Quanto mais valor uma marca agrega à vida dos seus consumidores, mais provável será que eles se lembrem dela, a recomendem e, com sorte, se tornem clientes. Os podcasts podem agregar valor à vida de seus ouvintes de muitas formas, eles podem educar, entreter, informar, inspirar, divertir e emocionar. Mas a razão mais importante para se implementar um podcast e pelo seu poder de conectar.

Em síntese, eles conectam os criadores aos consumidores de conteúdo e o fazem de uma forma que não pode ser copiada por qualquer outro meio de conteúdo. Eles conseguem essa façanha pelo fato de possuírem uma voz que é humana real, viva, que transmite razão e emoção. É a voz que dá vida conteúdo.

Um exemplo muito bacana de podcast  é o Hipsters produzido pelo pessoal da Caelum e da Alura, empresas de treinamento focadas em tecnologia. A tematica do Hispter é focada em programação, design, user experience e outros temas relacionados com as pessoas e o mundo de tecnologia.

8 - Ofereça algo gratuito

Nas ações de divulgação da marca, não se pede às pessoas que desembolsem dinheiro. Ao invés disso, dar a elas uma amostra do que se tem a oferecer sem necessidade de pagamento pode ajudar a construir a marca e aumentar seu reconhecimento. Quando se oferece um serviço de assinatura, a gratuidade normalmente vem na forma de um período sem custos.

9 - Faça parcerias e conecte-se com outras marcas

Conectar-se com outras marcas faz mais do que apenas combinar o alcance de ambas as empresas. Essa iniciativa gera confiança nos seus respectivos públicos. Se eles gostam da marca A e a marca A é parceira da marca B, muito provavelmente o público da marca A irá conhecer a marca B e irá associar inconscientemente símbolos positivos a ela, oriundos da marca A.

As parcerias, também chamadas collabs, já se consolidaram como uma tendência entre marcas do vestuário, beleza e acessórios. Confira este artigo alguns exemplos de Collabs bem interessantes Fashion collabs: 7 parcerias de sucesso que estão unindo forças e criatividade.

Marcas candidatas a serem parceiras de negócio podem ser de influenciadores digitais. Cresce o número de empresas que estão recorrendo ao marketing de influenciadores e com bons motivos principalmente após a pandemia. Apesar de ainda haver um número considerável de empresas que continuam a ter dúvidas sobre a eficacia de trabalhar com influenciadores para aumentar o reconhecimento das suas marcas e os consequentes benefícios de tais iniciativas na geração de valor para o negócio.

Adicionar influenciadores ao mix de marketing é uma maneira eficaz para aumentar o reconhecimento da marca, o tráfego e as conversões.

Por fim vale o lembrete de que o marketing de influência é, também, uma ótima saída quando não há a possibilidade de oferecer produtos ou serviços gratuitos em troca de uma avaliação.

Em suma, marketing de influência é um grande negócio atualmente com previsões de ultrapassar os US$ 10 bilhões de faturamento em 2020.

10 - Atue para aumentar o reconhecimento da marca

Depois de criar uma estratégia de reconhecimento para sua marca é hora de trabalhar para aumentar o reconhecimento dela. Confira a seguir as táticas a serem postas em prática.

10.1 - Considere fazer publicidade nativa

Publicidade nativa é diferente dos anúncios tradicionais, dos banners. Ela se refere a anúncios pagos que combinam com a aparência e a função do formato de mídia em que eles aparecem. A publicidade nativa procura fazer parte do fluxo editorial da página mostrando o conteúdo publicitário ao usuário sem destoar da página que a hospeda de forma exagerada. Ela é comumente encontrada em feeds de redes sociais ou na forma de conteúdo recomendado em uma página web.

Portanto, empregar a publicidade nativa é uma das maneiras mais eficazes de aumentar o conhecimento da marca e conquistar novos clientes. Como eles se encaixam perfeitamente no conteúdo ao redor e pegam emprestado a credibilidade do site hospedeiro, os anúncios nativos ajudam marcas a alcançar pessoas onde elas já estão lendo e se envolvem.

10.2 - Turbine anúncios no Facebook e Instagram

Definitivamente, é muito fácil, intuitivo e acessível fazer campanhas de conscientização da marca que melhoram seu alcance e recall no Facebook e Instagram. O Facebook recomenda o uso de anúncios em vídeo e carrossel (que incluem uma série de mídia) para direcionar os usuários que possam estar interessados nas mensagens da marca. É possível segmentar públicos por categorias, como idade, localização, gênero, interesse e dispositivo.

10.3 - Publique anúncios no Twitter

Do mesmo modo que no Facebook e Instagram, é possível fazer campanhas de conscientização para a marca promovendo seus tweets e pagando por impressões em vez de engajamentos. Mas a eficácia desta iniciativa está diretamente relacionada com utilização a do Twitter pelo seu público-alvo. 

10.4 - Desenvolva parcerias e criação de conteúdo com influenciadores

Desde já, uma coisa importante a se ter em mente é que o marketing de mídia social feito com influenciadores é, principalmente, uma ação de marketing para a marca e a criação de consciência para ela. Não considere, em primeiro lugar, os indicadores de vendas e não crie expectativas de que com meia dúzia de postagens de um influenciador se gerará grande retorno em termos de vendas imediatamente. Você se frustrará e não valorizará outros benefícios que obterá com essa iniciativa, mais relacionados com branding, com a exposição da marca para públicos diferentes e a criação de confiança com o público do influenciador.

Apesar de não haver pesquisas que comprovem, a observação nos tem mostrado que as melhores e mais bem-sucedidas parcerias entre marcas e influenciadores são aquelas mais longas, com pelo menos três postagens patrocinadas e num intervalo mínimo de três meses a um ano. No que diz respeito às postagens, podem ser as patrocinadas no Instagram e no Facebook da marca e, se possível, combinada com uma postagem do blog da marca. São inúmeras as empresas com iniciativas dessa natureza que estão obtendo sucesso.

Dessa forma, quando o objetivo é vender mais com o apoio do influenciador, mais ainda se reforça a necessidade da criação de uma relação de parceria mais duradoura. O público-alvo do influenciador precisa ver repetição e conexão verdadeira com a marca antes que começam a despertar interesse e propensão para compras.

Como resultado de uma estratégia orientada a trabalhar com influenciadores, confira um ótimo exemplo produzido pelas Casas Bahia no pós-codiv-19 . Ela lançou um vídeo com a dupla sertaneja Maiara e Maraisa, o funkeiro Mc Kekel e o pagodeiro Mumuzinho. Ultrapassou 50 milhões de visualizações na primeira semana.

Conclusão

A importância do investimento em ações que ampliem o reconhecimento da marca reside no fato de que é ela que ajuda as pessoas a se lembrarem de produtos, serviços e da missão dessa marca.

Para quem ainda não fez nada, a dica é começar por um blog, produzir conteúdo na forma de infográficos, artigos para o próprio blog e de convidados.

Por outro lado, para quem já tem algum tempo de estrada, vale avaliar o uso de publicidade nativa, mídia social e parcerias com influenciadores, que são uma ótima alternativa na distribuição de conteúdo relevante relacionado com a marca.

Acima de tudo, é importante registrar que o reconhecimento da marca é um trabalho eterno, sem fim. É necessário testar novas estratégias sempre, procurando as que causam mais impacto.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Parceiros e comunidades

Quer saber como podemos ajudá-lo na sua jornada digital ?

Algumas das comunidades em que estamos engajados

Rolar para cima
logotipo da wedoiti

Deixe seus dados que entraremos em contato